Edições 62 e 63

Lançamentos
agitam o mercado
| Mais acabamento e capacidade na linha Cargo 2005

Motor diesel eletrônico na linha 2005 do Master Furgão

Scania apresenta novo motor eletrônico para ônibus

Iveco mostra seu lançamento de peso

Novos compactadores chegam ao mercado

Aviões | Lançado o AIRBUS A-380

Bahia | Montadoras participam da Equipo 2005

Entenda | Saiba a importância do turboalimentador

Manutenção | Campanha para conscientizar caminhoneiro

Crescimento | Empresas Randon superam faturamento de R$ 2 bi em 2004

Exportações | Caminhões e Ônibus chegam ao mercado venezuelano

Educação | Montadora doa 15 caminhões para
Faculdade do Transporte da América Latina

Vendas | Volvo tem o melhor ano de sua história no Brasil

2005 l MARÇO l LANÇAMENTOS
Mais acabamento e capacidade na linha Cargo 2005

                    A Ford colocou no mercado sua nova linha de caminhões Cargo 2005, trazendo como novidades o aumento da capacidade de carga do C-815, rebatizado como C-815s, e a introdução de novas cores e materiais de acabamento em todos os modelos, que tornaram o seu interior mais moderno e confortável.

Além da conhecida robustez e economia, a linha Ford Cargo se destaca pela grande versatilidade de aplicações. Ela é composta de 18 modelos, com capacidade de 8.250 kg a 43 toneladas, equipados com motor Cummins de quatro ou seis cilindros. E também contam com a cobertura de serviços pós-venda da rede de distribuidores da marca em todo o Brasil.

O Cargo 815 passou a se chamar C-815s, ao mesmo tempo em que teve o seu peso bruto total ampliado de 7.700 para 8.250 kg. A mudança abrange todos os modelos do veículo, nas três versões de distância entreeixos disponíveis, com 2.800, 3.300 ou 3.900 mm. Esse aumento de capacidade contribui para reforçar ainda mais as vantagens do produto, que junto com o F-4000 e o F-350 lidera as vendas do segmento de caminhões leves no Brasil.

“O modelo C-815s foi lançado em 2004, como versão especial, com distância entreeixos de 4.300 mm. Os seus aprimoramentos agora foram estendidos a todas as versões do C-815s 2005, com uma capacidade adicional de 550 kg de carga que traz um ganho importante de produtividade para o transportador”, afirma Strauss Rossi, gerente de Engenharia de Vendas da Ford Caminhões.

Seu conjunto motriz é formado pelo eficiente motor Cummins B 3.9 150 CIV-0, com 152 cv de potência (a 2.700 rpm) e torque de 51 kgfm (a 1.500 rpm) – o motor mecânico mais potente do segmento – e transmissão Eaton FSO 4305 C, de cinco marchas sincronizadas e comando de câmbio roletado, que oferecem agilidade e conforto na troca de marchas, ideais para o trânsito das grandes cidades.

Em detalhes os motores interact - Os novos motores que equipam os caminhões Ford Cargo Eletrônicos, desenvolvidos especialmente pela Cummins, pertencem à linha Interact, de última geração. Com 4.0 litros, quatro cilindros em linha e 16 válvulas, eles utilizam um sistema avançado de injeção “common rail”, gerenciado por módulo de controle eletrônico.

Essa tecnologia permite a otimização dos parâmetros de funcionamento do veículo, com o aproveitamento máximo da queima de combustível, e também suporta mecanismos de proteção que alertam e entram em ação para evitar que falhas na manutenção ou esforços provocados por imperícia do motorista danifiquem suas partes vitais.

“A motorização eletrônica permite proporcionar 45% mais potência (entre 150 e 170 cv) e torque 30% maior (de 56 a 61 kgfm). Ao mesmo tempo, pode apresentar um consumo de combustível em torno de 10% menor em comparação com os modelos similares mecânicos”, explica Strauss Rossi, gerente de Engenharia de Vendas da Ford Caminhões. “Oferecem ainda uma série de recursos visando a uma operação e manutenção eficiente, conforto e interatividade para o motorista”.

Os motores Interact têm uma configuração inovadora, com trem de engrenagem traseiro. Ou seja, todos os agregados, incluindo compressor de ar, bomba de combustível e bomba da direção hidráulica, são acoplados na parte traseira do bloco, o que reduz o nível de vibração e ruídos. Além disso, ele utiliza somente uma correia e tem o compressor acionado por engrenagem. Todos os seus parâmetros de desempenho são programáveis, incluindo torque, potência, marcha lenta, velocidade máxima e emissões, por meio do módulo eletrônico.

Módulo de controle eletrônico - Uma das novidades que diferenciam os motores eletrônicos do Ford Cargo é o sistema “common rail” de injeção de combustível de alta pressão no lugar da bomba injetora convencional. Esse sistema proporciona grande eficiência no controle da injeção de combustível, que é gerenciado por um módulo de controle eletrônico, o ECM. Ele controla a quantidade de combustível e o tempo da injeção a partir de diversos sensores que monitoram as condições de funcionamento do motor, incluindo rotação e temperatura, velocidade do veículo, exigências de carga e solicitações do motorista.

Isso permite um desempenho muito estável e uniforme do motor. Em marcha lenta, a pressão no turbo chega a 800 bar, dando ao veículo uma aceleração rápida e constante, sem aumentar o consumo de combustível. O ECM também permite a partida a frio, uma vez que a pressão da injeção independe da rotação do motor. Mesmo com o motor desligado, ele mantém a pressão adequada na câmara de combustível.

O módulo eletrônico é ligado a uma série de sensores que monitoram desde a rotação do motor, a velocidade do veículo e o acionamento dos pedais do freio e do acelerador. E comanda também o funcionamento do freio-motor, garantindo a sua operação eficiente, com economia de combustível e baixas emissões.

Nova linha

Acelerador eletrônico - Os caminhões Ford Cargo Eletrônicos são dotados de acelerador eletrônico, que garante precisão na condução do veículo e contribui para a economia de combustível e redução de emissões. Conectado ao módulo de comando eletrônico por meio de fiação elétrica, em vez de cabos, ele favorece o controle preciso da quantidade e do momento de injeção de combustível, proporcionando um torque uniforme em todas as rotações do motor. Além disso, também é um dos fatores que permite o seu funcionamento silencioso e suave e reduz a necessidade de troca de marchas.

Piloto automático - O controle automático de velocidade é outro avanço que aumenta o conforto ao dirigir e a economia de combustível. Ele permite ao motorista manter uma velocidade constante sem o uso do pedal do acelerador em percursos rodoviários. Esse recurso oferece ainda a possibilidade de se alterar a velocidade para mais ou para menos por meio de um botão localizado no painel, sem o uso do pedal, oferecendo comodidade ao motorista em conduções de longa distância. O dispositivo é desativado automaticamente ao se pisar no acelerador ou no freio, devolvendo ao motorista o controle sobre a aceleração do veículo.

O motor eletrônico também permite um aproveitamento eficiente do freio-motor. Sua borboleta é controlada eletronicamente e auxilia o motorista a desacelerar o veículo em descidas, com menor desgaste dos componentes do freio.

Interatividade com o usuário - A comodidade e a interatividade com o usuário são características marcantes dos caminhões Ford Cargo Eletrônicos. Entre outros recursos, eles contam com um sistema de proteção dotado de sensores que impede o sobregiro do motor, mantendo-o sempre adequado à velocidade e à marcha utilizada. Isso contribui para a economia de combustível e evita sobrecargas do conjunto motriz.

Além de facilitar o trabalho do motorista, os sistemas interativos do veículo também auxiliam os transportadores no gerenciamento da frota. Um monitor de manutenção avisa sobre a necessidade de troca do óleo e filtros. O sistema também armazena informações sobre a última viagem realizada, monitorando o desempenho do motor e os hábitos de condução do motorista, fornecendo dados como: distância percorrida, tempo de utilização da tomada de força, tempo de utilização do piloto automático, consumo de combustível, quilômetros percorridos, tempo de acionamento do freio-motor e velocidade máxima.

Essas informações são acessadas por meio de um software de gerenciamento comercializado pela Cummins, operado por computadores portáteis conectados ao módulo de controle eletrônico.

Diagnóstico e proteção - O Ford Cargo Eletrônico possui um sistema de diagnóstico de falhas que possibilita a identificação de possíveis problemas por meio de indicações luminosas no painel. Ele permite que o motorista possa identificar a natureza da falha e informá-la à assistência técnica, seja nos Distribuidores Ford Caminhões ou pelo telefone, por meio do Disk Ford Caminhões, evitando danos ao motor por uso indevido.

Esse sistema se completa com um dispositivo de proteção do motor que monitora o funcionamento do veículo e alerta o motorista ao identificar qualquer anomalia, como falta de óleo, obstrução do filtro de ar ou sobreaquecimento. Se mesmo após os avisos o caminhão continuar rodando sem a devida assistência técnica, o sistema corta gradativamente a potência do motor, chegando ao ponto de bloquear o seu funcionamento a fim de evitar o comprometimento do conjunto.

Flávio Padovan

A proposta da Ford - A proposta da Ford de oferecer o melhor negócio em transporte chega também à versão eletrônica. A linha Cargo 2005 passa a disponibilizar este mês a opção de quatro novos modelos equipados com motor eletrônico – os primeiros lançados pela marca com esse tipo de motorização, ampliando a oferta no segmento.

Os novos Ford Cargo Eletrônicos agregam uma série de recursos avançados que facilitam a operação e a manutenção, com alto padrão de economia, durabilidade e desempenho. Além de favorecer o conforto do motorista, também apresentam nível reduzido de emissões e ruído, atendendo aos padrões da norma Conama Fase V (Euro III).

A linha Cargo 2005 também traz como novidades o aumento da capacidade de carga do C-815, rebatizado como C-815s, e a introdução de novas cores e materiais de acabamento em todos os modelos com motor Cummins mecânico. Com isso, ao lado da eficiência já largamente comprovada no mercado, eles oferecem agora um interior ainda mais moderno e confortável.

Os novos modelos eletrônicos são representados pelo leve C-815e e os médios C-1317e, C-1517e e C-1717e, todos equipados com o motor Cummins Interact 4, de gerenciamento eletrônico de última geração, em versão projetada e desenvolvida especialmente para a Ford. Produzido com alta tecnologia e configuração moderna, ele oferece 45% mais potência – de 150 a 170 cv – e 30% a mais de torque em relação à motorização convencional.

Sua injeção de combustível, em vez de bomba injetora, é feita por gerenciamento eletrônico “common rail” de alta pressão, que otimiza o aproveitamento do combustível, com uma economia de cerca de 10% em relação ao motor mecânico. A tecnologia eletrônica acrescenta ainda outras vantagens ao veículo em termos de conforto, controle, segurança e produtividade.

O painel de instrumentos dos novos Ford Cargo Eletrônicos tem novo desenho, mais moderno e completo, com 26 indicadores de advertência, e traz piloto automático como equipamento de série em todos os modelos. Seu acelerador eletrônico “drive-by-wire” proporciona acelerações e retomadas rápidas, com maior controle e economia.

Os freios são dotados de válvula sensível à carga no eixo traseiro, que garante frenagem eficiente e controle direcional do veículo em todas as condições de carregamento. O sistema incorpora também filtro secador de ar “air dryer”, que evita o acúmulo de umidade e aumenta a vida útil de seus componentes. Novos tecidos e padrões de acabamento na cabine e a inclusão de ar-condicionado como equipamento de série são outros itens que aprimoram o conforto.

“A motorização eletrônica é mais uma opção que a linha Ford Cargo coloca à disposição dos clientes. Ela torna ainda melhor um produto que, em 20 anos no mercado, é reconhecido pela tradição de robustez, economia e eficiência. Mais do que a inovação, esse lançamento revela o nosso compromisso de continuar a atender de perto as necessidades dos clientes e oferecer o melhor negócio em transportes”, diz Flavio Padovan, diretor de Operações da Ford Caminhões.

Cláudio Terciano

Acabamento aprimorado - Todos os modelos da linha Cargo 2005 ganharam um novo acabamento interno, na cor cinza grafite ("Dark Flint"), contrastando com a parte central do painel em preto. O painel inferior dianteiro da cabine também traz acabamento mais aprimorado. Em vez de acompanhar a cor da carroceria, ele agora é pintado em preto. Os bancos oferecem duas opções de revestimento, em vinil ou no novo tecido "TNT Flint", na cor cinza. O teto e o painel traseiro são revestidos nos mesmos materiais.

O Cargo 4331 MaxTon 2005, cavalo-mecânico com PBTC de 43 toneladas – campeão da Fórmula Truck 2004, tanto no torneio de pilotos como de marcas –, recebeu ainda novos painéis de portas com acabamento em vinil e aplique em tecido, que tornam a cabine mais atraente e confortável. Em menos de dois anos no mercado, ele se tornou um dos modelos de maior sucesso da marca. Sua principal vantagem é transportar praticamente a mesma carga dos caminhões extra-pesados, com uma sensível economia na aquisição e no custo operacional.

Produção e vendas em alta - Os caminhões Ford Cargo atingiram números recorde de produção, vendas e exportação em 2004. Esse bom desempenho se deve não só ao crescimento do mercado, mas, principalmente, à qualidade, competitividade e tradição do produto.

“Os aprimoramentos introduzidos na linha 2005 foram desenvolvidos para aumentar ainda mais a satisfação dos frotistas e caminhoneiros, seguindo a nossa filosofia de oferecer o melhor negócio em transporte, com o máximo de retorno para o cliente”, diz Cláudio Terciano, gerente de Marketing e Vendas da Ford Caminhões.

http://www.mecanicaonline.com.br capa capa créditos imprimir adicione aos favoritos fale conosco fale conosco