Mecânica Online®
revista multimídia centro de treinamento online cds interativos vídeosportal mecânica online®
seu veículo tecnovidade engenharia mercado seu veículo lançamentos especiais caixa de ferramentas

ENGENHARIA  SETA  Quinta-feira, 05 de outubro de 2010 - 15h25
 Linha verde Primeiro automóvel nacional superesportivo
terá uso intenso de alumínio Alcoa

Componente será apresentado durante evento de tecnologia automotiva

CDs Mecânica Online®
Recife (PE) Reportagem | Mecânica Online® & Alcoa – CDI Comunicação Corporativa

             A Alcoa participa, de 5 a 7 de Outubro, da 19ª edição do Congresso e Exposição de Tecnologia da Mobilidade mostrando como as aplicações em alumínio podem ajudar a diminuir o peso dos veículos e a reduzir as emissões de gases de efeito estufa. O evento, um dos mais importantes do setor, acontece no Expo Center Norte, em São Paulo (av. José Bernardo Pinto, 333 - Pavilhão Azul – Vila Guilherme- SP), com a participação de importantes empresas expositoras e apresentação de 136 trabalhos técnicos e 19 palestras temáticas.

A Alcoa mostrará em seu estande uma estrutura de alumínio, conhecida como spaceframe, que equipará o primeiro automóvel nacional superesportivo. Batizado provisoriamente de Vorax, o veículo utiliza o que há de mais moderno em tecnologia automotiva. Será equipado com perfis extrudados, chapas e peças fundidas em alumínio, permitindo melhor desempenho, leveza, absorção de impactos e design moderno. Além do spaceframe, o estande contará com tecnologias e soluções para o segmento de transporte (transporte comercial, automotivo, motocicletas) e apresentará os benefícios de uma carroceria em alumínio para transporte de cana picada e rodas forjadas de alumínio para caminhões, ônibus e uma desenvolvida especialmente para as motos Harley Davidson. A larga experiência da Alcoa em engenharia permite a criação de soluções que contribuam para melhorar cada vez mais o desempenho dos veículos.

2.jpg
Superesportivo Vorax será equipado com alumínio Alcoa

Perfis diferenciados para o setor de transporte - Para o segmento de transporte, a Alcoa desenvolve perfis extrudados em ligas e acabamentos especiais, produtos em conformidade com as normas de segurança. A Empresa levará à SAE perfis para pisos de furgões frigoríficos, apropriados para reduzir o peso da carroceria e transportar mais cargas, além de ser mais leve, versátil, resistente e totalmente reciclável.

O alumínio possui características que, se comparadas às de outros materiais, são bastante vantajosas: contribuem para a redução do peso do veículo, além de o material ser mais resistente e durável. Outro benefício deste perfil é que o usuário poderá utilizar a lateral para comunicação visual.

Os perfis destinados à indústria automotiva são produzidos nas unidades de Extrudados da Alcoa em Santo André-SP, Tubarão-SC, Sorocaba-SP e Itapissuma-PE e  abastecem todo o mercado nacional.

Perfis extrudados no segmento de autopeças - Para o segmento de autopeças a Alcoa possui uma gama de perfis desenvolvidos com formas geométricas das mais variadas para a confecção de bagageiros, radiadores, freios, coxins, frisos, molduras para janelas e sistemas de ar condicionado e outros. Durante a SAE a Alcoa apresenta modelos de perfis extrudados de alumínio para os garfos da suspensão traseira da moto Honda. Esses perfis são fornecidos com exclusividade para os modelos das motos XRE 300 e CRF 230F.

As empresas de autopeças podem contar com a versatilidade dos perfis de alumínio que permitem diversos processos de transformação e acabamento (pintado, anodizado, polido etc.), facilitando a produção das peças acabadas. Os perfis podem ser dobrados, repuxados, calandrados, curvados, expandidos, lixados, trefilados, usinados e forjados.

Os perfis de alumínio da Alcoa podem ser aplicados em diversas partes de um automóvel, proporcionando inúmeras vantagens:

Estrutura: a combinação entre durabilidade, resistência à corrosão, versatilidade e outras propriedades físicas faz do alumínio uma excelente opção na fabricação de carrocerias e estruturas de automóveis e utilitários;

Suspensão: a resistência mecânica e a leveza do alumínio são vitais para sistemas de suspensão;

Refrigeração: por ser excelente condutor de calor e apresentar alta resistência à corrosão, o alumínio é intensamente utilizado em componentes de radiadores, compressores e condensadores de ar condicionado;

Acabamento: a maleabilidade do alumínio permite criar formas inovadoras e com design moderno, que melhoram o desempenho do veículo e aumentam o espaço disponível interna e externamente.

Algumas das peças produzidas em alumínio são as seguintes:
Coxim do motor: função antivibratória;
Carcaças do cilindro de roda: aciona o freio a tambor;
Suporte da ventoinha: fixa as pás no eixo da ventoinha;
Válvula do compressor: controla a circulação de ar condicionado;
Rotor do supercharger: aumenta o fluxo de ar no coletor;
Válvula sensível à carga: regula a pressão do freio em função da carga colocada no veículo.

Alumínio Alcoa é o principal componente do primeiro veículo superesportivo brasileiro

               As primeiras unidades do primeiro veículo nacional superesportivo, o Rossin-Bertin, estão programadas para ser produzidas a partir de 2011. Mas antes desse sonho se tornar realidade, os executivos da montadora tiveram de acreditar muito neste projeto e trabalhar intensamente para conseguir levar a ideia adiante. Uma das estratégias adotadas pela equipe foi apresentar a proposta a grandes empresas e convencê-las a fazer parte de um projeto arrojado e pioneiro no País. “Se não tivéssemos grandes empresas ao nosso lado ficaria difícil convencer mais pessoas de que é possível produzir um veículo superesportivo no Brasil com a mesma qualidade dos internacionais, ou quem sabe até superior”, explica Fharys Rossin, CEO da Rossin e ex-designer da General Motors. O design de exterior do novo Chevrolet Camaro, produzido no Advanced Studio, em Michigan, Estados Unidos, foi o último projeto de Fharys na montadora.

As conversas com a Alcoa começaram em 2007. Quando Fharys Rossin decidiu procurar a Companhia, já sabia que a Empresa era responsável pela produção dos spaceframes de outros modelos superesportivos de luxo, como Ferrari e Audi. “Quando cheguei à Alcoa para nos reunirmos, todos ficaram surpresos porque apresentei o conceito de longarina e disse que precisaria de algo nesse sentido”, recorda Rossin.

“Quando percebi a qualidade da equipe da Alcoa, logo consegui vislumbrar o conceito de spaceframe para nosso carro. Senti que dentro da Alcoa tinha muito a ser conquistado por causa da tecnologia, know-how e experiência dos profissionais, algo que não se encontra facilmente no mundo”, completa Rossin.

Na indústria automotiva há inúmeros casos de adaptação de projetos em veículos, tanto em sua estrutura como no desenvolvimento de novos componentes. E em muitas ocasiões os desafios são tantos que acabam atrasando e comprometendo o resultado final de um trabalho. “O desenvolvimento do spaceframe e de outros componentes em alumínio já contou com a participação do metal desde o início, não houve adaptação. Pudemos concentrar nossos esforços nas propriedades do alumínio e na sua alta capacidade mecânica”, revela Reginaldo Otsu, gerente de Produtos do mercado industrial da Alcoa.

O Rossin-Bertin contém outros componentes sustentáveis em sua estrutura além do alumínio, como por exemplo a fibra de carbono. A escolha desses materiais ajudou a reduzir o peso do veículo em cerca de 450 quilos quando comparado com similares que empregam outros materiais tradicionais. Com esta escolha, o Rossin-Bertin se torna mais leve, resistente, seguro, veloz, eficaz e menos poluente. “Há pessoas que acreditam que um carro leve e brasileiro não pode dar certo. Vamos quebrar esse paradigma e provar que é possível inovar e utilizar o alumínio como componente estratégico”, conta Rossin.

13.jpg
Alumínio da Alcoa é componente estratégico no superesportivo brasileiro Vorax

O superesportivo brasileiro necessita de cerca de cinco mil peças para ser montado. Desse total, 60% serão de alumínio. Além do spaceframe, contará com outros componentes do metal, como tanque de combustível, rodas, portas, pedais, puxadores, entre outros.

Testes comprovam resistência e segurança - A equipe de engenharia e desenvolvimento do Rossin-Bertin já realizou três testes para avaliar a segurança, resistência, durabilidade e desempenho do automóvel. Os testes foram realizados por meio de simulações eletrônicas e  comprovaram que a utilização do alumínio não comprometeu o desempenho do automóvel. “Conseguimos atingir um resultado muito bom nestas avaliações. Precisamos fazer pequenos ajustes para conquistar a pontuação máxima”, comemora Rossin.

 
Treinamentos Online Mecânica Online®

Plantão de notícias - Engenharia

  GM lança programa Zero Aterro visando
a 100% de reciclagem em Gravataí (RS)

  BMW Group recebe o prêmio
"Chama da Sustentabilidade" na Rio+ 20

  Técnicos debatem transição de tecnologias

  Ford desenvolve "termômetro" para aprimorar conforto interno

  Aliança Renault-Nissan apresenta modelos elétricos na Rio+20

  Chery parte na seleção de fornecedores

  Na Rio+20 Pirelli apresenta projetos que visam reduzir impacto
ambiental na produção e uso de pneus

Veja mais...
Veja todas as notícias publicadas nessa seção

Mecânica Online® capa principal Expediente Mecânica Online® imprimir página Favorito Mecânica Online® Fale com a Mecânica Online®