Mecânica Online®
revista multimídia centro de treinamento online cds interativos vídeosportal mecânica online®
seu veículo tecnovidade engenharia mercado seu veículo lançamentos especiais caixa de ferramentas

2011 | ABRIL | ENGENHARIA | CONHEÇA A REVISTA MULTIMÍDIA MECÂNICA ONLINE
 Linha verde
  Bosch comemora 125 anos de sua fundação
    Em 2010, a Bosch solicitou o registro de cerca de 3.800 patentes em todo mundo e investiu aproximadamente 4 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento

                 Em 2011 o Grupo Bosch mundial celebra 125 anos de sua fundação e também o 150º aniversário do nascimento de seu fundador, Robert Bosch. Com diversas atividades em todo o mundo, inclusive cerca de 200 eventos para os colaboradores, a empresa celebrará seus dois aniversários durante todo este ano. A primeira dessas atividades é o website interativo, que já está online: www.125.bosch.com.

A Bosch atua por intermédio de mais de 300 subsidiárias e empresas regionais em mais de 60 países, e conta com uma equipe de 283.500 colaboradores em todo o mundo. Incluindo os representantes de vendas e serviços, a Bosch está presente em aproximadamente 150 países.

Bem posicionada para o futuro - Em 15 de novembro de 1886, Bosch criou sua Oficina de Mecânica de Precisão e Eletrotécnica, em Stuttgart, construindo o alicerce daquilo que, já naquela época, se tornaria uma empresa líder no fornecimento mundial de tecnologia e serviços. Nascido em 23 de setembro de 1861, em Albeck - Alemanha, Robert Bosch foi um pioneiro em desenvolvimento de tecnologias, o que impulsionou sua empresa para o sucesso internacional. Robert Bosch faleceu em Stuttgart em 12 de março de 1942, com 80 anos.

Em 2010, a Bosch solicitou o registro de cerca de 3.800 patentes em todo mundo e investiu aproximadamente 4 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento. Dessa forma, a empresa mantém seu foco na inovação, no futuro, e reforça o alicerce para um contínuo crescimento sustentável. De acordo com os Valores Bosch, os produtos fornecidos pelos três setores de negócios da empresa, Tecnologia Automotiva, Tecnologia Industrial e Bens de Consumo e Tecnologia de Construção são "tecnologias para a vida".

Dessa forma, a Bosch se tornou uma das líderes mundiais na fabricação de sistemas de injeção a diesel e gasolina, e sistemas de segurança veicular, como o ABS - Sistema Antibloqueio de Frenagem e o ESP® - Programa Eletrônico de Estabilidade. A Bosch também é uma das maiores fornecedoras de ferramentas elétricas, tecnologia de aquecimento, sistemas de segurança e eletrodomésticos. No Brasil, a Bosch encerrou suas atividades no mercado de eletrodomésticos em 2009. No setor de Tecnologia Industrial, a Bosch é uma renomada especialista em soluções para acionamento e controle. Esse setor também inclui as divisões de Tecnologia de Embalagem e Energia Solar.

Fortes investimentos em produtos que protegem o ambiente e conservam recursos - Com foco no longo prazo, a Bosch está investindo em mercados promissores como energia renovável e eletro-mobilidade. Dessa forma, cerca de 50% do orçamento anual de pesquisa e desenvolvimento é direcionado exclusivamente para produtos que conservem energia e recursos. Ao mesmo tempo, há décadas a empresa vem desenvolvendo inovações cujo uso diário economiza quantias consideráveis de energia em todo o mundo - em motores e transmissões automotivas, em eletrodomésticos, e em aquecimento, resfriamento e ar condicionado.

Grande inovação da ignição com magneto Bosch para veículos motores - Até hoje, a chave para o sucesso dos produtos Bosch tem sido seu alto nível de inovação e qualidade. Essas características também foram as que permitiram ao fundador da empresa, Robert Bosch, alcançaração de destaque nos mercados internacionais logo no final do século XIX. Da primeira oficina em Stuttgart, a empresa se desenvolveu rapidamente tornando-se um negócio internacional. A construção de um dispositivo de magneto de baixa tensão para os motores veiculares, em 1897, deu início a uma longa lista de inovações da Bosch. Esse dispositivo foi sucedido, em 1902, pelo sistema de ignição com magneto de alta tensão da Bosch. Essa foi a inovação comercial decisiva para levar a empresa ao nível de fornecedor de sucesso e líder na área automotiva.

Liderança no mercado internacional por meio da inovação e qualidade - Desde o início, a Bosch teve um papel preponderante para modelar a evolução automotiva no meio de transporte de massa do século XX. A linha de produtos se expandiu de forma consistente. O ano de 1913 testemunhou o lançamento do sistema de iluminação automotiva Bosch, com sua própria alimentação elétrica por meio de um gerador e uma bateria. Depois disso vieram inovações como acionadores elétricos, buzinas, limpadores de pára-brisa, freios assistidos e indicadores de direção. Esses produtos tornaram os carros da época mais adequados para a direção do dia a dia e contribuíram muito para o conforto e a segurança.

Com a criação dos Serviços Bosch, em 1921, e o desenvolvimento de sua rede de escritórios de vendas e filiais em outros países, a empresa criou um amplo serviço de reparos para seus clientes. Ao mesmo tempo em que lançou a base do mercado de reposição automotiva de abrangência internacional.

Em 1927, uma tecnologia revolucionária estava finalmente pronta para a produção em série: a bomba de injeção de diesel. Inicialmente focada nos caminhões, ela foi instalada nos primeiros carros de passeio movidos a diesel, em 1936. Em 1951, a Bosch introduziu a injeção de gasolina no mercado automotivo, inicialmente para o motor de dois tempos do compacto carro Gutbrod Superior. Isso abriu o caminho para o desenvolvimento dos motores a gasolina para carros de passeio que combinavam melhor desempenho com menor consumo de combustível e emissões. Três anos depois, a injeção de gasolina para os motores quatro tempos foi aplicada pela primeira vez na legendária gull-wing Mercedes-Benz 300 SL.

A Bosch também expandiu consistentemente seu portfólio no campo da elétrica automotiva. Na segunda metade do século XX, os semicondutores se tornaram componentes-chave dos novos sistemas eletrônicos, presentes em tudo, desde sistemas de gestão de motores até sistemas de assistência ao motorista.

O primeiro produto Bosch a apresentar componentes eletrônicos fabricados internamente foi o regulador do alternador, lançado em 1958. Depois dele, em 1967, surgiu o sistema de injeção de combustível Jetronic da Bosch, o primeiro sistema de injeção de combustível eletrônico do mundo fabricado em escala industrial. Com a área de eletrônica automotiva ganhando cada vez mais importância, a Bosch abriu uma nova fábrica em Reutlingen, perto de Stuttgart, em 1970. Essa unidade era exclusivamente dedicada à fabricação de semicondutores.

Sem essa tecnologia inovadora de semicondutores, o sensor lambda (1976), que permitiu que um conversor catalítico fosse utilizado para tornar o escapamento mais limpo, não poderia ter sido concebido. Tampouco o sistema de freios ABS (1978) ou o ESP® (1995) teriam sido possíveis. Desde seu lançamento, o ABS e o ESP® contribuíram para melhorar a segurança nas estradas e para reduzir o número de mortes no trânsito.om o focotínuo da empresa nas tecnologias voltadas para o futuro, em 2010 a Bosch inaugurou uma nova fábrica ultramoderna de semicondutores em Reutlingen, Alemanha. Essa nova unidade é o maior investimento de capital feito de uma só vez durante os 125 anos de história do Grupo Bosch - um investimento que totalizou 600 milhões de euros.

Tecnologias híbridas Bosch em aplicações de séries - Novos sistemas desenvolvidos pela Bosch estão ajudando a reduzir o consumo de combustível e as emissões dos veículos equipados com motores de combustão interna. Ao mesmo tempo, a empresa está prosseguindo com pesquisas e desenvolvimentos para maior eletrificação do conjunto motor e transmissão. A tecnologia de híbridos integrais em paralelo, que permite aos veículos rodarem exclusivamente com energia elétrica, já passou para a produção em série nos fabricantes de veículos alemães VW e Porsche. Além disso, também estão sendo desenvolvidas transmissões totalmente elétricas. Os negócios de Tecnologia Automotiva continuam gerando as maiores vendas para o Grupo Bosch. Em 2009, a empresa investiu cerca de 3 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento exclusivamente para este setor.

Sucesso pela internacionalização e diversificação - O grande sucesso de Robert Bosch pode ser atribuído a sua percepção sobre a importância de ir além de Stuttgart e estabelecer os negócios no nível internacional. Ele percebeu rapidamente os benefícios de comercializar seus produtos em todo o mundo, estabelecendo seu primeiro escritório de vendas internacionais no Reino Unido, em 1898, e criando uma empresa de vendas para os mercados Francês e Belga, em Paris, em 1899. Nos anos que se seguiram, a empresa criou outras subsidiárias nos Estados Unidos (1906), África do Sul (1906), Austrália e Nova Zelândia (1907), China (1909), Brasil (1910), e Japão (1911). Nas décadas seguintes, a Bosch produziu diversas inovações em resposta ao imenso crescimento do setor automotivo e começou a criar uma rede mundial de desenvolvimento, fabricação e vendas.

A vanguarda dos produtos e serviços significou também a conquista de posições de liderança da Bosch em outros mercados. Como conseqüência da crise de 1926 na indústria européia de carros, a empresa começou a se expandir para áreas fora do setor automotivo, ramificando-se para outros setores no final da década de 20. O objetivo era o de desenvolver uma base de negócios mais ampla para que a empresa ficasse menos vulnerável aos ciclos econômicos uma fórmula experimentada e testada e que até hoje é aplicada pela Bosch nos desafios da atualidade. Franz Fehrenbach, o presidente do Grupo Bosch Mundial, busca uma estratégia de diversificação que visa fazer aquisições alinhadas às competências centrais da empresa.

A Bosch entrou pela primeira vez na trilha de diversificação em 1928, quando adentrou o mercado de ferramentas elétricas portáteis com seu cortador de cabelo Forfex. Após o Forfex vieram produtos como a furadeira de impacto da Bosch, em 1932 e uma linha de ferramentas elétricas na década de 50. Hoje, a Bosch é a fornecedora líder de ferramentas elétricas nas linhas profissional e "faça você mesmo", oferecendo um portfólio amplo que inclui aparelhos sem fio com base na tecnologia de íon de lítio.

Tecnologia para a vida em uma ampla diversidade de negócios - Um exemplo, entre tantos, é a aquisição da empresa de aparelhos alimentados a gás do industrial Hugo Junkers em 1932. Essa aquisição inseriu a Bosch no mercado de geração água quente paraias e empresas, um setor que foi aprimorado pela Bosch a partir daquele momento. Hoje, a Termotecnologia é uma das divisões de maior sucesso da Bosch, oferecendo um amplo portfólio de produtos que vai desde caldeiras de aquecimento central alimentadas por gás e por óleo, caldeiras de água quente, bombas de calor e sistemas solares até usinas combinadas de calor e de energia. Desde 2002, a Bosch também pode observar seu setor de negócios de Bens de Consumo e Tecnologia de Construção assumir um papel de sucesso como fornecedor mundial de sistemas de segurança e comunicação. A moderna tecnologia da Bosch garante a segurança do pitoresco castelo Neuschwanstein, na Bavaria, e de seus diversos visitantes, por exemplo.

Tecnologia industrial e negócios em novas áreas "verdes" - Já em 1902, Robert Bosch havia começado a construção de seu próprio maquinário de produção para a fabricação de peças de magneto uma resposta para aquilo que ele via como má-qualidade do maquinário disponível naquela ocasião. Essa abordagem pró-ativa levou à criação de uma unidade de negócios interna para maquinários de fins específicos, em 1932. Essa unidade se tornou a divisão de Equipamentos Industriais, em 1974, e começou a fabricar linhas de produção para clientes externos, no mesmo ano. As inovações geradas por esta divisão incluem o primeiro robô de braço pivotante, que foi lançado em 1984. Em 2001, a tecnologia da automação tornou-se parte da subsidiária Bosch Rexroth AG.

Hoje, a Bosch Rexroth oferece um amplo portfólio de produtos que vão desde equipamentos modernos de palco para a Ópera de Oslo e para o palco lateral ao lago em Bregenz, Áustria até grandes unidades de engrenagem para turbinas eólicas. A Bosch Rexroth fornece alguns dos sistemas de direção e controle mais inovadores do mundo.

A aquisição do fabricante de células solares Ersol, em 2008, marcou a entrada da Bosch no mercado de fotovoltaicos. Desde então, a empresa expandiu seu portfólio de serviços nesta indústria principalmente por meio de diversas outras aquisições. A Bosch atualmente desenvolve, produz e distribui uma ampla gama de produtos fotovoltaicos à base de silício e também oferece soluções completas para indústrias. Além disso, desenvolve tecnologias inovadoras de embalagem para clientes que incluem fabricantes alimentícios de renome e também empresas farmacêuticas, um negócio especialmente bem sucedido no mercado asiático.

Oportunidades futuras - As atividades internacionais em campos pioneiros de tecnologia têm o objetivo de manter o posicionamento competitivo do Grupo Bosch nos próximos anos. As grandes tendências, tais como mudanças climáticas, energias renováveis, mudanças demográficas, mobilidade sustentável e aumento da interconexão em função da internet estão se tornando cada vez mais importantes. Para enfrentar os desafios empresariais e ecológicos apresentados por essas tendências, a Bosch conta com sua potência inovadora e presença no mercado internacional.

A empresa está direcionada para o desenvolvimento de tecnologias verdes e utilizando as oportunidades de crescimento sustentável apresentadas por elas em diversos campos, incluindo eletrificação de veículos, bombas de calor para tecnologia de construção, energia renovável do sol e do vento. Credibilidade, eficiência e confiabilidade os valores fundamentais do fundador da empresa, Robert Bosch - continuam sendo elementos centrais da cultura corporativa e da estratégia de negócios da empresa.

 
Treinamentos Online Mecânica Online®

Plantão de notícias - Engenharia

  GM lança programa Zero Aterro visando
a 100% de reciclagem em Gravataí (RS)

  BMW Group recebe o prêmio
"Chama da Sustentabilidade" na Rio+ 20

  Técnicos debatem transição de tecnologias

  Ford desenvolve "termômetro" para aprimorar conforto interno

  Aliança Renault-Nissan apresenta modelos elétricos na Rio+20

  Chery parte na seleção de fornecedores

  Na Rio+20 Pirelli apresenta projetos que visam reduzir impacto
ambiental na produção e uso de pneus

Veja mais...
Veja todas as notícias publicadas nessa seção

Mecânica Online® capa principal Expediente Mecânica Online® imprimir página Favorito Mecânica Online® Fale com a Mecânica Online®