SETEMBRO l 2005 l AVALIAÇÃO MECÂNICA ONLINE l
Palio 1.0 Fire Flex é destaque em economia
Disponível tanto no Mille quanto no Siena, o motor 1.0 Fire Flex não perde o fôlego quando precisa subir uma ladeira ou fazer uma ultrapassagem na estrada

                A incompetência do governo brasileiro em criar uma política confiável para o uso do combustível vegetal fez com que os carros a álcool fossem esquecidos quase por completo. Mas os tempos são outros e o uso cada vez mais crescente da eletrônica nos motores fez com que surgisse a possibilidade de se criar um produto híbrido, os carros bicombustíveis. Se antes essa tecnologia era restrita a poucos produtos, cada vez mais a indústria automobilística tem se esforçado para ampliar o leque de opções de veículos que podem ser abastecidos com álcool ou com gasolina. E, quando essa tecnologia passa a ser oferecida na linha de automóveis mais barata do mercado, a de carros 1.0, significa que os carros bicombustíveis vieram para ficar.

A Fiat, empresa que sempre se destacou no Brasil pela ousadia em lançar produtos ou tecnologias inovadoras, de uma só vez colocou no mercado a tecnologia bicombustível no carro mais barato do Brasil (Uno Mille) e no seu produto mais vendido: o Palio. Foi uma manobra ousada e necessária, já que a primeira montadora nacional a colocar nas concessionárias um carro bicombustível foi a Volkswagen. Quem vem depois tem obrigação de fazer mais.

O Palio que avaliamos que oferece a possibilidade de ser abastecido tanto com álcool como com gasolina em qualquer proporção são os de entrada na linha, chamados anteriormente apenas de Palio Fire e agora de Palio Fire Flex. Se no Mille a adoção desse novo motor Fire Flex é facilmente percebida no desempenho (afinal ele ganhou 11cv a mais de potência), no Palio essa transição foi mais suave, afinal o motor Fire utilizado no Palio já desenvolvia 65cv com gasolina, exatamente a mesma potência do Fire Flex quando abastecido apenas com gasolina, a diferença é que a potência máxima agora ocorre em uma faixa de rotação 250 rpm menor.

Galeria com 12 fotos do Palio em Igarassu
slideshow

Com álcool, esse motor desenvolve apenas 1cv a mais. Alteração um pouco mais significativa no entanto ocorreu no torque máximo, cerca de 0,6 kgfm maior na mesma faixa de rotação. Com o álcool, o motor mostrar-se um pouco mais ágil nas ultrapassagens e retomadas de velocidade.

É verdade que na prática o Palio Flex conseguiu obter um pouco mais de agilidade no pulo inicial, mas ele não nega que é um carro 1.0, um automóvel mais indicado para quem deseja economia do que desempenho. Nesse quesito o Palio manda bem: faz 9,2 km/litro de álcool na cidade e 12,8 km/litro na estrada. Com gasolina o consumo sobe para 13km/litro na cidade e 17,2 km/litro na estrada, dados fornecidos pela Fiat.

Mesmo sendo uma versão de entrada tem uma lista de opcionais que inclui direção hidráulica, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, desembaçador traseiro e até airbags duplo e ABS, como no modelo testado. O valor da versão básica com duas portas é de R$ 23.500 e com quatro portas R$ 24.960. Já o modelo completo, incluindo o kit concept, visibilidade e trofeo (bancos em tecidos aveludado e painéis das portas, cinto de segurança com regulagem de altura e espelho de cortesia nos pára-sóis) chega a R$ 37.648.

O Palio 1.0 Flex tem um interior agradável, bom acabamento, painel do novo Palio, porta-objetos nas portas e vem equipado de série com faróis biparábola, banco traseiro rebatível, bancos dianteiros reclináveis, Fiat Code, vidros verdes, sistema anti-incêndio FPS e volante com deformação programada (EAS).

A velocidade máxima do Palio Flex com álcool é de 155km/h (1km/h mais lento que o Uno, que é mais leve) e a aceleração de zero a 100 km/h é feita segundo a Fiat em 15,6 segundos. Se comparado ao arqui-rival Gol (que agora também possui motor flexível), o Palio é mais lento e menos veloz (segundo a VW, o Gol faz de zero a 100km/h em 13,3 segundos e atinge a máxima de 165km/h).

O curioso é que se você deseja comprar um Palio 1.0 com motor bicombustível terá que adquirir um Palio com o visual antigo, aquele dos faróis mais retangulares, conforme as fotos em nossa galeria. Quem fizer questão de um Palio com o visual mais moderno — aquele lançado no ano passado —, terá que adquirir um modelo que roda apenas com gasolina.

A previsão da empresa é que até o fim do ano 80% dos automóveis vendidos pela Fiat adotem a tecnologia bicombustível de alimentação. O que prova mais uma vez que essa tendência veio para ficar.

Ficha Técnica
Motor: quatro cilindros em linha, 999cm3, gasolina, duas válvulas por cilindro, bicombustível
Potência: 66cv a 6 000rpm
Torque: 9,2kgfm a 2 500rpm
Transmissão: manual, 5 velocidades
0 a 100 km/h: 15,6 segundos
Velocidade máxima: 155km/h

AVALIAÇÃO MECÂNICA ONLINE

A O V O L A N T E
Direção 8
Suspensão 8

Dirigir um Palio é fácil e a segurança na condução é mantida pela suspensão que recebeu uma regulagem que mantém mais firme quando passa sobre os buracos em nossas vias. Considerando a categoria o Palio está bem na briga.

 

V I D A A B O R D O
Conforto motorista 8
Conforto passageiro 8
Nível de ruído 8
Equipamentos 8

O Palio acomoda bem quatro passageiros e o motorista encontra um modelo de bom acabamento e fácil acesso nos comandos. O nível de ruído ainda é alto considerando um motor de mil cilindradas. Como versão de entrada, traz poucos equipamentos de série, o que é normal.

C A R R O C E R I A
Arq. Interna 10
Acabamento 10
Porta Malas 8

Embora não adote o visual da versão mais moderna, o Palio Flex é um carro bonito, com bom padrão de acabamento para um 1.0. O espaço para bagagem não é tão expressivo, mas na sua categoria os 290 litros de volume merecem destaque e supera alguns de seus concorrentes.

M O T O R & T R A N S M I S S Ã O
Aceleração 8
Velocidade máxima 8
Câmbio 8

Motor e câmbio de resistência consagrada, mas um tanto barulhento. Não é um carro para quem espera desempenho de esportivo, mas sim economia para rodar. Considerando o preço dos combustíveis, o Palio torna-se uma boa alternativa, ou seja, econômico e flex!

S E G U R A N Ç A
Retomada 8
Frenagem 8
Visibilidade 8

Lembre-se: você está num modelo 1.0 e exagerar na retomada não é uma boa pedida durante viagens. Mas a condução segura permite ao Palio boas opções também para viagens curtas. Freios a disco só nas rodas dianteiras, ABS e airbag são opcionais.

M E R C A D O
Custo/benefício 8

Uma opção econômica, flexível e com mecânica que oferece resistência já comprovada, tornam o Palio uma boa opção para quem deseja um carro com preço acessível e boa liquidez no mercado de usados.

 

C O N C L U S Ã O

Se você tem como opção rodar mais na cidade e de vez em quando realizar trajetos curtos na estrada, o Palio com motor fire flex 1.0 torna-se uma boa opção. Fácil para manobrar, econômico e bom acabamento interno e preço atraente.

Avaliação l Tarcisio Dias
Fotos l Tarcisio Dias - Inailza Alves

Fiat Siena 1.0 Fire Flex cedido pela Fiat do Brasil
Apoio: Concessionária Italiana - Carlos Alberto e Paula Sabino
Regional Fiat - Marcos Nadaline e Fábio Nilo

Veja também:
Palio 1.0 Fire Flex l Siena 1.0 Fire Flex l Palio 1.4 Fire Flex

http://www.mecanicaonline.com.br capa capa créditos imprimir adicione aos favoritos fale conosco fale conosco